Homem trabalha com segurança e, por isso, tem porte de armas. Policiais também fazem buscas em endereços do fazendeiro de Santarém que ameaçou ‘dar tiro em Lula’.

A Polícia Federal cumpriu mandado de busca e apreensão nesta sexta-feira (4) contra um vigilante de Belém (PA) suspeito de propagar imagens com ameaças ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em redes sociais.

Lula viaja para o Pará nesta sexta e cumpre agenda pela manhã em Parintins. No fim de semana, deve descansar em Alter do Chão, vila paradisíaca próxima a Santarém (PA).

Na próxima semana, o presidente se reúne com chefes de Estado de países vizinhos na Cúpula da Amazônia, em Belém.

Segundo divulgou a PF, as buscas tentam “evitar a possibilidade de atentado ao presidente, posto que o suspeito atua profissionalmente como vigilante e possui arma de fogo”.

A GloboNews apurou que o suspeito foi levado para prestar depoimento. E que, como as postagens tinham sido feitas há mais tempo, não foi possível expedir uma prisão em flagrante.

Nas buscas, a PF apreendeu o celular do vigilante – mas não encontrou armas no endereço em que o mandato foi cumprido. A operação foi autorizada pela 3ª Vara Criminal da Justiça Federal do Pará.

Buscas em Santarém
A Polícia Federal também faz buscas, nesta sexta, em endereços do fazendeiro preso na quinta (3) em Santarém após ameaçar “dar um tiro em Lula” ao fazer compras em uma loja de bebidas.

O homem, identificado como Arilson Strapasson, chegou a pesquisar o hotel em que Lula ficaria hospedado no estado.

A Justiça Federal determinou restrições de circulação para Strapasson em Alter do Chão e que ele seja monitorado por tornozeleira eletrônica.

1 Visualizações totais
1 Visualizações hoje