Membros da torcida organizada Gaviões da Fiel, da subsede do Vale do Paraíba, retornavam para São Paulo após partida do alvinegro na capital mineira.

A Polícia Civil mineira identificou os corpos dos sete torcedores do Corinthians que morreram no domingo (20) após o ônibus em que eles viajavam tombar na Rodovia Fernão Dias, entre os municípios de Brumadinho e Igarapé – na região metropolitana de Belo Horizonte.

Os membros da torcida organizada Gaviões da Fiel, da subsede do Vale do Paraíba, retornavam para São Paulo após o empate por 1 a 1 entre Cruzeiro e Corinthians, no estádio Mineirão, na noite de sábado (19).

De acordo com o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, o veículo transportava 43 passageiros. Além dos sete mortos, outras 27 pessoas ficaram feridas.

Quem são as vítimas do acidente
Allan Luiz Sampaio Aguiar;
Andrew Nicolas Francisco;
Hamilton Rogério dos Santos;
José Antônio da Silva;
Renan Wellington Barbosa;
Rodrigo Lacerda de Barros;
Vanderlei Rosielton Henrique Simão;
Conforme apurou a CNN, quatro torcedores serão velados em Pindamonhangaba (Allan, José, Hamilton e Vanderlei); dois em Taubaté (Renan e Rodrigo); e um em São José dos Campos (Andrew).
O que se sabe sobre o acidente
Por volta das 2h50 de domingo (20), momento em que os 43 torcedores retornavam para São Paulo pela Rodovia Fernão Dias, o motorista do ônibus teria percebido que o veículo havia perdido o freio, segundo informações do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais. A hipótese é investigada;
Em seguida, o ônibus teria atingido um barranco e tombado. Sete pessoas morreram após o capotamento. Outros 27 passageiros ficaram feridos e foram levados pelos bombeiros a hospitais da região;
17 vítimas foram encaminhadas para o Hospital Público Regional; três receberam alta, um está em estado grave e os demais têm quadros estáveis. Sete foram à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Norte; cinco receberam alta; dois seguem em observação, estáveis. Uma foi à UPA Teresópolis e segue estável. Uma foi ao Hospital João XXIII.
O veículo, que levava por membros da torcida organizada Gaviões da Fiel, da subsede do Vale do Paraíba, faria parte de um comboio que contava ainda com outros 15 ônibus, conforme explicou à CNN o repórter Oswaldo Diniz, da Itatiaia.
Trecho da Fernão Dias é “bastante perigoso”
O tenente Fernando Frois, do Corpo de Bombeiros mineiro, explicou à CNN que a região do acidente, localizada na Serra de Igarapé, “é um trecho sinuoso, bastante perigoso, que requer muita atenção do condutor que ali trafega”;
Perto das 11h da manhã de domingo, os bombeiros encerraram os trabalhos no local com a retirada de todas as vítimas. A liberação da rodovia no sentido São Paulo fica a cargo da Polícia Rodoviária Federal (PRF);
O trecho da Rodovia Fernão Dias interditado após o capotamento ainda não foi liberado.

Ônibus estava irregular, diz ANTT
A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informou que o ônibus não possui registro nem autorização para realizar o transporte interestadual de passageiros. “A ANTT esclarece que fornecerá, quando solicitadas, todas as informações necessárias às autoridades de segurança pública para apoiar a investigação”, declarou em nota o órgão;
Por telefone, a CNN confirmou com a empresa CFV Martins Transportes a ocorrência do acidente. A advogada da empresa disse que estão apurando as informações e ajudando na identificação dos corpos no Instituto Médico Legal (IML) de Betim.
Clubes e autoridades lamentam acidente
O Corinthians divulgou nota lamentando a morte dos passageiros. O clube paulista manifestou “pesar pelas vítimas fatais do acidente” e destacou que permanece à disposição das famílias que perderam seus entes queridos;
Duilio Monteiro Alves, presidente do Corinthians, disse estar consternado com a tragédia. “Estamos focados em dar todo o suporte necessário às vítimas, seus familiares e autoridades”, afirmou;
Nas redes sociais, a Gaviões da Fiel compartilhou uma imagem de luto pelas vítimas do acidente.
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) também foi às redes lamentar o acidente. “Precisamos de paz e de veículos de transporte em boas condições nas estradas, porque não há como recuperar vidas perdidas”, escreveu o petista;
Outros clubes e torcidas organizadas se manifestaram lamentando o acidente e se solidarizando com os parentes das vítimas.

6 Visualizações totais
1 Visualizações hoje