A PM também foi acionada para impedir a soltura de um balão na zona norte do Rio. Quatro balões caíram na área restrita do Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, entre a noite de segunda-feira (22) e a manhã desta terça-feira (23). De acordo com a concessionária Riogaleão, os artefatos foram removidos pelas equipes do aeroporto e a operação não foi afetada.

Durante as primeiras horas do feriado estadual de São Jorge, nesta terça, a Polícia Militar também foi acionada para impedir a soltura de um balão no bairro de Oswaldo Cruz, na zona norte do Rio. Segundo a PM, ao perceber a chegada dos policiais do 9° BPM (Rocha Miranda), o grupo que tentava soltar o balão fugiu. O artefato foi apreendido.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, somente em abril foram apreendidos nove balões. As ações de combate ao crime são realizadas semanalmente pelo Comando de Polícia Ambiental (CPam), com o apoio do Grupamento Aeromóvel (GAM) e do Instituto Estadual do Meio Ambiente (INEA).

Aumento de denúncias
De acordo com o Disque Denúncia, em 2023 a plataforma registrou um crescimento de denúncias sobre soltura de balões. Foram 116 casos, contra 69 alertas em 2022. O número representa um aumento de 70% em apenas um ano, em todo o estado do RJ. Fabricar, vender, transportar ou soltar balões é considerado crime ambiental (Lei N° 9.605/98) e coloca em risco a vida humana e toda a biodiversidade. A pena prevista é de detenção de um a três anos ou multa.

Denúncias desse tipo podem ser feitas pelo canal Linha Verde, do Disque Denúncia, através do 21 2253 1177.

Fonte: CNN Brasil.

3 Visualizações totais
1 Visualizações hoje