Não durou nem cinco dias o tempo em que o empresário Eduardo José Barros da Costa, mais conhecido como Eduardo DP, permaneceu preso, após a Operação Odacro da Polícia Federal.

No sábado (23), o juiz federal Luís Régis Bonfim Filho, substituto da 1ª Vara Federal Criminal do Maranhão, revogou a prisão temporária de Eduardo DP.

O curioso é que o mesmo juiz federal, durante audiência de custódia, manteve a prisão temporária de Eduardo DP, a pedido tanto da Polícia Federal quanto do Ministério Público Federal. No entanto, agora decidiu conceder a liberdade ao empresário.

Eduardo DP foi preso durante a Operação Odoacro da Polícia Federal em quatro cidades do Maranhão, na última quarta-feira (20). O empresário é apontado pela PF como peça chave para a associação criminosa estruturada para promover fraudes licitatórias, desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro, envolvendo verbas federais da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

Jorge Aragão.

4 Visualizações totais
1 Visualizações hoje