Segundo as investigações, as crianças arrecadavam cerca de R$ 250 por dia com as vendas. A polícia do Rio de Janeiro prendeu em flagrante três mulheres que obrigavam os filhos –menores de idade– a vender balas e pedir dinheiro em semáforos, calçadas e estabelecimentos comerciais.

As mulheres foram presas na avenida Olegário Maciel, na Barra da Tijuca. A ação faz parte da operação Infância Vendida, que tem como objetivo combater a exploração do trabalho infantil no estado. Segundo a Polícia Civil, enquanto as crianças pediam dinheiro, as mães as observavam de longe. Moradores e lojistas da região levaram o caso à polícia. Após as denúncias recebidas, os agentes deram início às investigações e confirmaram a prática cometida pelas mulheres.

De acordo com as investigações, os menores arrecadavam uma média de R$ 250 por dia com as vendas. Todos os materiais comercializados foram apreendidos com as três mulheres.

O Conselho Tutelar também atuou na ocorrência. O órgão, responsável por zelar e garantir os direitos da criança e do adolescente, realizou o acolhimento dos menores e entrou em contato com outros responsáveis das crianças, todas vítimas de exploração de mão de obra infantil. As mães responderão pelos crimes de maus tratos, abandono de incapaz e abandono intelectual por submeter os filhos aos vexame e ao constrangimento.

Fonte: CNN Brasil.

1 Visualizações totais
1 Visualizações hoje