Dos 43 torcedores que estavam no ônibus, sete morreram. Vítimas ainda não foram reconhecidas no Instituto Médico Legal. Todos os passageiros que estavam no ônibus são do Vale do Paraíba.

De acordo com o relato de uma torcedora do Corinthians que estava no ônibus que capotou em Minas Gerais, deixando sete mortos e 36 feridos, momentos antes do acidente alguns passageiros perceberam que o veículo estava correndo e pediram para o motorista frear.

“Estava quase todo mundo dormindo, mas algumas pessoas perceberam que ele estava correndo e os meninos da frente pediram para ele dar uma segurada. O motorista falou que perdeu o freio. Nesse momento foi um desespero, comecei a gritar para todo mundo acordar. Só deu tempo de gritar e o ônibus já capotou”, disse.

Após o capotamento, ela relata que os passageiros começaram a tentar sair pela janela e ajudaram a puxar outros torcedores, mas alguns ficaram presos nas ferragens.

“A gente foi saindo pela janela, por onde dava e puxando uns aos outros, pra todo mundo sair. Eu consegui sair sozinha e puxei mais três torcedores”, lembrou.

Sete pessoas morreram e 36 ficaram feridas. Dos feridos, ao menos 27 foram levados para hospitais e unidades de pronto-atendimento em cidades vizinhas ao acidente, na região da Grande Belo Horizonte.

Em entrevista ao g1, a torcedora, que preferiu não se identificar, contou que os passageiros eram de cinco cidades da região: Caçapava (SP), Jacareí (SP), São José dos Campos (SP), Pindamonhangaba (SP) e Taubaté (SP). Todos eram integrantes da torcida organizada ‘Gaviões Vale do Paraíba’.

A mulher diz que ainda não sabe quais integrantes morreram no acidente. Ela está com uma costela fraturada e recebendo medicamentos no hospital, sem contato com os demais torcedores que foram levados para hospitais diferentes.

Os corpos das oito vítimas foram levados para o Instituto Médico Legal, mas ainda não foram reconhecido pelas famílias. Enquanto enfrentam o trauma e tentam se recuperar, os torcedora feridos lamentam pela perda dos amigos.

“É uma tragédia. Estamos todos perdidos, ainda não conseguimos assimilar. Eu estou com outros seis torcedores recebendo atendimento médico na UPA, mas não sei como os demais estão. Dos que estão comigo, três precisaram ser internados”, contou.

Nas redes sociais, um outro torcedor que estava no ônibus e sobreviveu ao acidente, diz que sente que nasceu de novo e lamentou pelos colegas.

“Dia 20/08/23 é o dia que nasci de novo. A todos que estão enviando mensagem, estou bem. Agora nos resta rezar pelos irmãos que estão em uma situação complicada”, disse Cassiano Anelli na publicação.

Corinthians lamenta mortes
Após o trágico acidente, o time do Corinthians publicou uma nota lamentando o ocorrido e se solidarizando com os torcedores e familiares das vítimas.

Veja a nota do Corinthians na íntegra:

“O Sport Club Corinthians Paulista manifesta seu pesar pelas vítimas do acidente ocorrido na madrugada deste domingo (20), na rodovia Fernão Dias, envolvendo o ônibus que levava torcedores que estavam em Belo Horizonte para apoiar a equipe durante a partida contra o Cruzeiro, na noite anterior.

O Corinthians se solidariza às famílias dos torcedores falecidos e permanece à disposição para apoiá-las, assim como às outras vítimas do acidente e autoridades envolvidas no resgate e apuração dos fatos”.

1 Visualizações totais
1 Visualizações hoje