Polícia Federal (PF) cumpriu, nesta terça-feira (21), 11 mandados de prisão contra condenados por tráfico internacional de armas e munições em todo o país, no âmbito da Operação Firearms. As pessoas foram presas em São Paulo, Santa Catarina, no Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul e Distrito Federal.

CNN apurou que um dos alvos desta terça é Márcio Pereira e Costa, do Rio de Janeiro, que foi denunciado em 2017 pelo Ministério Público Federal (MPF) por tráfico internacional de armas.

Segundo o MPF, ele fazia parte da organização criminosa liderada por Frederik Barbieri, considerado pelas autoridades o maior traficante de armas do país, com apelido de “rei das armas”. Barbieri, no entanto, não é alvo, já que está preso em Miami.

A operação desta terça-feira, aponta a PF, é resultado de investigação iniciada pela Polícia Federal a partir da apreensão, em junho de 2017, de 60 fuzis no Aeroporto Internacional do Galeão (RJ), oriundos de Miami (EUA). Durante as apurações, outra organização criminosa rival foi identificada.

De acordo com o MPF, ao longo de três anos, entre 2014 e 2017, os acusados importaram 75 vezes armamentos em desacordo com as exigências legais.

Nas declarações de importação, constavam aquecedores e bombas d’água, mas, na verdade, chegavam ao Brasil meras carcaças dos produtos declarados, em que no interior eram escondidas armas de fogo, acessórios e munições de uso restrito.

Nesta terça foram realizados dois flagrantes pelo crime de posse ilegal de arma e apreendidas 14 armas de fogo e munições de diferentes calibres.

As investigações para localização e prisão dos procurados foram coordenadas pela Força-Tarefa Internacional de Combate ao Tráfico de Armas e Munições (FICTA) – supervisionada pela Polícia Federal e composta por integrantes da Secretaria Nacional de Segurança Pública e da Agência de Investigações de Segurança Interna (Homeland Security Investigations) da Embaixada dos Estados Unidos.

Fonte: CNN Brasil

13 Visualizações totais
1 Visualizações hoje