Governo pediu que Polícia Federal investigue publicações e quer apuração de possíveis crimes relacionados à “disseminação de desinformação”.
A Advocacia-Geral da União (AGU) prepara pedidos de direito de resposta às fake news divulgadas sobre a tragédia causada pela chuvas no Rio Grande do Sul.

Segundo apurou a CNN, o órgão também pedirá que as próprias plataformas digitais marquem publicações como conteúdo falso.

As ações já estão sendo preparadas e devem ser apresentadas ainda nesta quarta-feira (8).

Neste primeiro momento, não há previsão para pedido de remoção de conteúdo. A Polícia Federal (PF) também investiga supostos crimes praticados por quem fez as publicações.

AGU e PF foram acionadas pelo ministro da Secretaria Especial da Comunicação (Secom), Paulo Pimenta.

Segundo o governo, as fake news impactam a credibilidade de instituições como o Exército, FAB [Força Aérea Brasileira], PRF [Polícia Rodoviária Federal] e Ministérios, que são cruciais na resposta a emergências.

“A propagação de falsidades pode diminuir a confiança da população nas capacidades de resposta do Estado, prejudicando os esforços de evacuação e resgate em momentos críticos. É fundamental que ações sejam tomadas para proteger a integridade e a eficácia das nossas instituições frente a tais crises”, diz o ofício enviado pela Secom para a investigação das fake news.

Fonte: CNN Brasil.

1 Visualizações totais
1 Visualizações hoje